quinta-feira

Um cheio de Vazio carregado de frieza





Um coração machucado tem muita história pra contar.
Muitas vezes, esse coração se apegou somente às "Estórias" e apesar de nunca ter acreditado em conto de fadas de uma forma pública, talvez internamente esse coração esperasse por um.
Um conto de fadas não é apenas de amor . Um conto de fadas pode ser de vida mesmo. A moral das "Estórias" envolvem sempre ser feliz e feliz e mais feliz e para sempre.
Mas é só uma moral escrita e desenhada . Na prática ser feliz não é algo oriundo de simplicidade como todo mundo diz. Ser feliz dá trabalho sim. Ser feliz depende da interação meio e você. Você pode até ver uma bela borboleta em uma flor e por dado momento achar aquilo tão lindo e ser tomada por uma sede de alegria daquelas de sair dançando que nem nos filmes indianos.Porém, quando a música acaba, você retoma o lugar original. Vejam, não estou sendo pessimista e dizendo que não devemos dar importância a esses momentos de beleza. Estou dizendo apenas que existem coisas que precisam ser resolvidas, definidas, esclarecidas, alinhadas, costuradas e até mesmo esquecidas para então, encerrarmos uma fase e começarmos outra. Felicidade vem dessa coragem de vivenciar cada glória ou desgraça, sabendo que nada dura para sempre e que em todos os momentos você vai ter que lutar e lutar e lutar.Consigo mesmo. 
Os problemas trazidos por outros se instalam em nós e passam a nos corroer. O outro então, depois de depositar sua desesperança e ranço , segue leve. Nós continuamos e temos que lidar e limpar a sujeira, como um bom anfitrião. Somos os anfitriões dessa vida e independente de querer, recebemos o desejado e o indesejado. 
Sempre vai ficar uma bagunça, já que é raridade hoje em dia, encontrar que organize ou conserte o que estragou ou danificou. O foco das pessoas atualmente é a frieza e a imperatividade. A necessidade de poder e de não considerar o outro, o sentimento do outro. 
Os dias seguem assim . Uma hora o coração desperto e encantado e posteriormente estraçalhado, seja pelo excesso que vem vazio ou pela ausência que por incrível que pareça, vem pesada e carregada de incertezas.
E ta aí ! 
As pessoas são carregadas de vazios e intensas de uma presença marcada por frieza e desfazer.
Falam e não dizem. Ouvem, mas não escutam. Abraçam o que querem e não aqueles que querem ou que os querem de verdade. Beijam com intensidade de sentimentos vulgares e não sabem beijar com a intensidade de sentimentos bons.
Uma época que entristece e que nos faz sobreviver e não viver como deveríamos.
Pela garganta desce um gelo que petrifica a alma. De repente vem um sol bobo e descongela. Surge então do nada uma avalanche e desaba qualquer ideia boa criada, qualquer sintoma de esperança.
Ai eu suspiro e penso...
Suspiro e durmo.


quarta-feira

Uma charada barata sobre adaptação ... Livrai-nos !





Quando se vivencia um cotidiano em meio a diversas personalidades e jeitos de fazer, a adaptação é um ato necessário e muito complicado. Tenho plena consciência de que a graça da vida existe pelas diferentes personalidades que encontramos no decorrer de nossa caminhada terrestre, mas na mesma medida, sou sincera em dizer que a adaptação, apesar de difícil, é ainda o menor dos problemas. 
Quando existe a adaptação dentro de um contexto verdadeiro de sociabilidade, ai sim, aí eu vejo momento oportuno de aprendizado. Quando eu vejo que a adaptação é imposta por uma convenção teórica ou simplesmente para impulsionar alguém a algo com o slogan de bom ou boa mediadora, começo a não acreditar mais na adaptação como "um bom negócio" para a alma. 
Falo de alma porque acredito que temos impulsos oriundos de uma energia interna gigantesca que faz com que possamos nos direcionar rumo aos nossos reais interesses. E quando a mobilidade vem dessa energia, ou seja, quando a mudança vem pela necessidade da alma ou a partir da essência, temos de fato as verdadeiras boas ações. 
Para mim, o que é feito pelo impulso da "convenção" ou pela necessidade do título motivacional de manter uma boa relação interpessoal, torna-se falso e até me causa certo repúdio, uma vez que a autenticidade, embora não a tenhamos em 100% em nossa sociedade, é nossa verdadeira identidade e no fim das contas ela sempre dá as caras. Seja num momento de saco cheio, seja num momento de plena e pura euforia. 
Há nesse espetáculo terrestre de adaptação pessoas que conseguem se elevar mantendo certa dose de autenticidade e aquelas que somente se elevam mantendo em evidencia a personalidade e o o desejo de outro.
Esse encontro entre personalidade e adaptação pode ser algo tão exaustivo e muitas vezes se torna um espetáculo de horrores!
O espetáculo se inicia quando a grande jogada envolve poder. O poder é algo letal quando não é bem usado. 
Tenho acompanhado a transformação de pessoas que eu admirava e essa transformação está sendo para mim um certo espanto. Ver o bom se diluir pelo puxa -saquismo, pelo hábito de uma falsa moral e de teorias cansativas tem gerado um certo desconforto mental e a pior parte é que eu estou desgostando de pessoas nas quais eu coloquei certa dose de "fé". Independente de religião, porque fé para mim é uma reação química entre corpo e universo e não algo que deva ser promovido por algum sacerdote. Aliás, essa idolatria Papal que tentam nos enfiar garganta abaixo é um exemplo clássico de que o poder corrompe, manipula e inutiliza as mentes mais brilhantes, já que estas, são obrigadas a participar de um show hediondo de fanatismo.
Eu ainda acredito nas pessoas, poucas, mas acredito. Acredito ainda mais nesse Universo gigantesco que de seu modo, coloca tudo no lugar e por isso, somente por isso, me mantenho firme em minha essência e no que considero suficiente no quesito adaptação. Tenho procurado não me vender a convenções banais que podem no máximo, gerar sorrisos falsos em uma festinha de fim de mês.

E esse poder de que tanto falo. O que é?

O poder é uma ventania que surge de repente e move pessoas de lugar. As pessoas mudam seus olhares e suas paisagens e em contrapartida ainda insistem em dar uma espiadinha no que deixaram em outro extremo, só que quando a conta bancária se mostra mais agradável e quando os elogios e o brio passam a ser a preferência, logo o olhar se acerta ao novo horizonte proposto por alguém com poder ainda maior e ai a pessoa se perde num labirinto de pré conceitos e inutilidades. Sei bem que todo mundo precisa e quer ter uma vida confortável e não critico isso.Não critico uma evolução profissional ou a melhoria. Critico a mudança sem evolução.É isso que tenho visto.
O poder mal usado traz consigo o medo e as ameaças e estas por sua vez rotulam pessoas como "câncer ", desmotivam equipes e promovem uma antiga falta de coerência e semancol !
O poder então, a meu ver, faz desabar boas ideias e tenta materializar tudo. Tudo é gráfico, tudo tem que ser rentável e todos precisam ser bonecos de um espetáculo semanal autorizado pela legislação .
Esperançosa e criativa, sigo com minhas observações e com meus repúdios e graças a isso, procuro pisar em terrenos mais verdadeiros possíveis,ainda que pequenos e sempre ao lado de pessoas mais naturais.Para alguns, as pessoas mais grosseiras de um pequeno universo semanal. Eu as adoro !
Talvez por isso, adaptação para mim ainda seja um grande e cansativo enigma.
Muitas vezes, eu até tento decifrar e me propor,mas quando vejo que se trata de uma charadinha barata e contada por Humanos não praticantes , faço questão absoluta de não promover o mínimo sorriso.Fico em minha absoluta e nem tão certa certeza de que Ser ainda é mais importante que Estar. Estar passa, acaba e mexe demais com uma essência que em tempos de poucas vocações boas, precisa ser preservada. Ser é algo que permanece e nos move rumo a decisões íntegras e alinhadas com a alma.
Podemos escolher uma adaptação justa para todos ou podemos nos vender a uma paródia cotidiana de gente que tenta ser gente que entende de gente.

Me abstenho disso...
Amém !


domingo

A gente aqui .... observa e muito !



Nesse período de andanças, aventuras e desventuras eu mudei e mudei algumas coisas a minha volta.
Fiz arte, fiz amigos e nem sei, se alguns inimigos, mesmo porque todo mundo tem gente que gosta,depois desgosta, gente que esgota e gente que ... gente que de maneira natural não gosta de você e ponto final.
Sabe aquela coisa de " O santo não bate ". No meu caso, a cigana repudia e fim.
Bom, continuo a observar as coisas e coisas  a minha volta e adoro isso. Tentar ler as entrelinhas e ali, bem ali, naquele canto, despercebido, achar a mensagem codificada. Nem sempre tem mensagem, às vezes é só doideira minha mesmo. Mania de querer sempre mais .Mania de querer achar e achar e achar ... só pra dar mais emoção. Emoção a isso, a outra coisa e coisas minhas e coisas dos outros.Muitas vezes é só um querer bagunçado pra ninar meu ego feiticeiro . É,ele pensa ser e então eu dou corda, asas, vassoura, pó de pirilimpimpim, maçã envenenada e tudo mais que eu julgar necessário pra trazer meu ego ao topo de maneira estratégica e útil. Não à toa. Nada meu é a toa. Tudo meu é proposital. Acredite.
Com base em tudo que tenho visto, uma coisa é certa:

A hipocrisia é mais latente do que nunca;
O egoismo está em destaque;
A crítica deixou de ser construtiva;
A verdade de um não pode ser abalada porque quem mente é o outro;
O jeito antigo de fazer não deve ser mudado ...nesse caso somente por pura preguiça;
O poder compra o jeito de ser das pessoas e estas, antes solidárias, tornam-se chatas e adeptas do puxa saquismo exacerbado;
A paciência não tem mais limite .Ela simplesmente não existe mais;
A indireta virou grife;
O interesse condição;
O puxar tapete exercício;
O certo é errado;
O que faz não deveria fazer;
O que deveria fazer e não faz tem mania de guru da paz, lança textos lindos aos ares mas é tão negligente .
E a bondade continua slogan...

Bom, eu poderia ficar aqui listando mil coisas .No entanto, prefiro descascar abacaxis.
Prefiro ter as mãos raladas e a vista cega de aprendizado , do que receber tudo cortadinho e me esconder atrás de uma lente pra não cegar só porque é Rayban.
Não gosto de vida fácil
Vida fácil gera gente fácil e gente fácil se vende ou se molda a qualquer ditador ou manipulador,só por um novo jeito de ser e fazer que gere "amizade". 
Uma coisa que me surpreende ainda mais é que essas " Gentes Fáceis" vomitam só com cheiros, fazem caras, bocas e andam pisando em seus próprios nojos.
Gosto de mim e do outro que é casca dura, bravo e insistente diante de tudo que gera injustiça.Gente que rí com sarcasmo e se abraça com gratidão de verdade.
Gosto mesmo de gente que não vive de convenções.
A gente aqui prefere a profundidade de um momento ao raso da futilidade .
Contra todos e contra ninguém, diz a música.
A gente aqui cutuca a vida de gente fácil e enche de doses de ironia pra dar reação. Quase uma mistura letal.
Quando vai explodir a gente aqui não corre não! Festeja como se fosse ano novo e com direito a fogos de artificio . 
Agora chega ! Vou lá. Achei o chapéu pontiagudo e quem quiser que me siga. Quem não quiser que se segure, porque o vento da vassoura vai soprar longe toda a minha antipatia , tão linda e latente e levar embora tudo que atrapalha. 
E tenho dito !

Retomando o movimento ...

Vamos colocar em movimento os pensamentos .
Estou de volta !
Um tempo sem vir, um tempo pra se reler.
Agora? É tempo de contar as descobertas .





Bem vindos de novo e de novo e de novo!

E vai e fica e reacende e me faz tremer !


Site da Imagem - WE LOVE IT



E algumas coisas mudam ...
Outras surgem do nada com um "Q" de surpresa e te tocam.
Isso é natural , porém depende da vida , do sujeito, da estação e do tempo .
Uma coisa pode ser boa por um tempo e tornar-se muito rotineira, perdendo um pouco do encanto ou manter o encanto enquanto não faz parte da rotina. Fica uma sensação, um jeito estranho !
Aproxima, fica comum. Afasta, fica encantado.
Tem desgaste, tem deixa estar e deixa pra lá. Nesses movimentos surgem vazios e ficamos com uma personalidade confusa, frágil e capaz de ser levada .
Levada não por qualquer coisa...
Levada pela doçura que falta naquilo que virou cotidiano.
Levada pelo jeito de falar  e que falta naquilo que virou texto pronto.
Levada pelo feitiço de uma distância e que ao mesmo tempo tem uma proximidade ainda não provada e deseja ser provada a toda prova, a todo contexto e que passa por cima do que seria "certo". Ah, mas é um certo que anda tão incerto, que pesa, que faz pensar que faz pesar ...
Vem pela rede e traz consigo a capacidade de conquistar.
Fico pasma por isso. Cedo e prendo essa sensação .
Prendo e cedo lentamente.
De repente cedo em furacão... bloqueio.
Estranho sentir assim, mais estranho é não sentir o que deveria por já ter e querer sentir aquilo que ainda é hipótese. Hipótese distante, confusa e mesmo enigmática.
Não se sabe ao certo sobre quem motiva.Sabe-se que é um elemento motivador . Ou nem se sabe, pensa que sabe ou se quer saber ...
Tem a mudança pela necessidade de sentir o desafio e a mudança pela necessidade de ter um toque além do que já foi tocado.
A força para ter e na mesma medida a leveza pra começar a ter...pra chegar lá.
Foge do que já se tem, porque o que já se tem perdeu-se no caminho, esbarrando, sucumbindo e evaporando.
Cai umas poeiras passadas e às vezes reacende, como brasa.
Vem a tormenta apaga e vem uma faísca de longe e aquece.
Confuso, talvez tolo...
Talvez isso sim, essa bagunça, esse querer amaciado e na mesma proporção, direto, talvez isso sim, seja amor !
Há quem diga que seja paixão. Paixão besta, flerte, entusiasmo, erro, traição.
Seja o que for, faz bem, me revive, me acende, me ilumina intensamente e traz aquela sensação tão boa que é a de tremer pela espinha . A mesma sensação que já tenho pelo que tenho, mas deixei de ter para poder  ter uma nova ...
E fim !

quarta-feira

Excesso de Auto Ajuda ... Chato, tão chato !




Sou quase sempre uma observadora de acontecimentos.
Tenho uma crítica que me sai pelos poros e descontroladamente atinge a superfície virtual. Tomara que chegue a superfície humana de pele,  na retina e naqueles amigos antigos, que muitos esquecem que possuem , os neurônios. 
Não que o que eu escreva seja o ápice da inteligência e nem deve ser.O que escrevo é só aquilo que me formiga por dentro e precisa urgentemente ser libertado.
Diante desse hábito de escrever e dessa necessidade de observar e viver com profundidade momentos e deles tirar uma lição ou até um repúdio qualquer, me convém citar o excesso de auto ajuda que se propaga .
É tanta auto ajuda, mas tanta, que parece que o mundo está sendo salvo ! 
Parece que os problemas estão sendo solucionados, que as pessoas estão compreendendo o termo convivência e bem estar e que principalmente estão adquirindo qualidade de vida.
Lá vem a minha crítica discordar e o pior é que ela resolveu discordar no meio da madrugada , chuvosa e fria. 
Na teoria, eu deveria dormir e não discordar e discordar .
Bom, o fato é que o excesso de auto ajuda torna as pessoas chatas .É pronto, falei !
Chatas demais , um horror !
A cada problema que se apresenta, a pessoa corre e compra um livrinho que diz salvar a pátria e levar ao sucesso .
Quando não são os livrinhos, são os métodos . Ah sim, os métodos ...
Métodos que lhe ditam as regrinhas de como agir perante dificuldade e perante os demais .
Não é possível, pessoas confundem a vida com um bolo.
É ... um bolo !
Pegam uma receitinha e aplicam em tudo.
Não é ruim ter um pensamento otimista, mas viver apenas pensando e se fazendo de modelo de sucesso porque se usa uma regrinha é tão... tão limitado . 
Digo limitado, porque eu confio no ser humano a ponto de compreender que ele pode ir além dessas paredes e com sua personalidade, com sua habilidade, diálogo e demais especialidades resolver não apenas problemas, mas propôr soluções.
Claro que precisamos de ajuda, mas não precisamos responder a tudo com uma frase pronta de um guru qualquer.
Parece que as pessoas estão perdendo a capacidade de agir pelo que sabem e passam a agir pelo que alguém dita como único e correto e ai, quando não conseguem, mudam drasticamente de  guru ou modelo de conduta .Ficam mais chatas ainda : " Agora sigo esse método, porque o outro era fraco".
Ah e tem as etapas, níveis de auto realização . Chatos , tudo chato !
As fãs ou fãs de auto ajuda, passam então a dizer: " Ahh agora estou no nível tal e sou um ser humano melhor, já posso lidar com tais problemas ".
Oras ! Todos nós sempre podemos lidar com todos os problemas !
Seguem assim a vida. Dentro de etapas chatas, montadas por gente que certamente ganha dinheiro com isso ( isso sim é auto ajuda rs).
A cada etapa, não se pensa de fato no problema e muito menos se busca resolução. O que temos é um show de belas palavras , e é só isso.
Fazem uma maquiagem em suas sensações e em sua rotina para poder pertencer a um grupo de " Seres Socialmente Equilibrados".
O que assusta em quem segue a risca a auto ajuda, é o PITI .
Sim, o PITI. 
Coloquei o mesmo como Processo Interno de Transtorno e Irritabilidade ( Risos meus).
Sabe por que?
Porque pessoas passam as vidinhas delas seguindo os modelos de sucesso para solução de problemas e quando verificam que tal modelo não resolveu o problema, que só disfarçou e que a vida passou sem aquela explosão, ficam malucas ... doidas, doidas ! Gritam, esperneiam e saem por ai emanando todos os capetas que existem .
PITIS normais a gente aguenta, agora PITIS de gente que sempre tem uma frase conformista é uma coisa monstruosa . 
Prefiro me inconformar diante dos problemas, brigar, resolver eles ali, enquanto estão em ebulição, do que fingir que um sorriso conserta tudo . Um sorriso faz bem, mas pode acontecer melhor, depois de uma boa conversa e resolução.
Outra coisa é que essas pessoas que seguem a risca a auto ajuda, sentem-se no direito de de superioridade, sentem-se melhores perante aos demais ( na maioria das vezes ), só porque apresentam aquele conselho ameno, por exemplo, em meio a uma rotina de trabalho e aí conquistam "amigos" .O que essas pessoas não enxergam é que elas são chatas .
Chatas e enjoam, enjoam igualzinho aquele doce que é muito doce e tem hora que você não quer mais.
Pessoas práticas não gostam de pessoas que adiam coisas com frases de bem viver.
Pessoas práticas gostam de pessoas que agem com otimismo, porém não escondem o que sentem ou ignoram um problema em nome de um método.
Eu sou assim, explodo e resolvo e detesto quem fica querendo me enjoar com seus métodos repetitivos de boa conduta.
Uma conduta boa é a que permite viver de verdade. Sofrer, sorrir ...
Uma conduta boa, te faz ter amigos pelo que se é de verdade e não por convenções.

Cumpra sua obrigação: VIVER




A vida tá cheia de problemas, o mundo também e eu sou naturalmente irritada e mal humorada, crítica. Chega a ser engraçada a minha grosseria em determinadas situações ... 
Apesar de ser assim, tem algo que eu me orgulho demais : não fico remoendo os problemas do mundo nas minhas costas .Por mais que eu faça a minha parte, não vou deixar de curtir um belo dia de sol, uma besteira na banca de jornal
 ou um refri em uma lanchonete dessas de fast food.


 Também não vou deixar de comprar aquele belo vestido ou belo sapato pensando nos mendigos. Trabalho pra melhorar como ser humano, mas trabalho também pra ter conforto e ter aquilo que gosto. 


Tolice passar pela vida fechado ao que há de bom. Tolice querer defender ideologias e não viver a própria vida. Penso que em tempos atuais, de tanto cada um defender ideologias, filosofias e tantas outras ias , o individualismo se faz eminente e agressivo.


Aprenda que, por mais linda que seja sua vontade e suas ideias, que nem são suas, são de alguém que certamente está ganhando com isso e usando um discurso social ou de elite, tanto faz, as coisas acontecem pelo bem e não por qualquer tipo de imposição e até "boas" ideologias tornam-se imposição. 


O que tem que parar é a divisão .


Oras! Vamos unir o que tem de gostoso na vida, as boas ideias SEM REPRESENTANTES sejam eles , políticos, religiosos , etc e fazer da vida um momento único.


Sigo assim , defendo o que é justo, mas não fico bitolada . Vivo a vida porque ela esfrega na cara todos os dias que essa é nossa ÚNICA obrigação. E se você não sabe aproveitar a SUA VIDA, não poderá JAMAIS ajudar a vida dos outros ... 


Sigo enlouquecida na vida. Louca por mim, por tí e pelo que acho no caminho. 


Sigo sem esse desapego babaca de querer integrar um grupo e impôr uma prática que, certamente será fatídica para alguém. 




Sigo e cumpro minha divina obrigação : V I V E R  B E M !!!

quinta-feira

Crenças de amor - Amor citado e não produzido?



O que se vê de frase pronta e conceitos fechados sobre o amor ...
Tantas coisas !
Frases que se encaixam em dados momentos .Mas apenas frases de outros ...
Tenho pensado que amor falado pelo alheio, é amor do outro.
Amor seu, próprio, é construção e logo não cabe a definição oriunda de livros e pensadores.
Amor definido pelo outro é amor manjado sabe?
Por mais lindo que seja, vira crença .
Observando tudo isso, cheguei a sutil conclusão que cada qual deve definir o seu próprio amor, da forma que for , da maneira mais perfeita para sua vida e não seguir o alheio, e sim seguir o próprio, porque só o próprio pertence a você .
Tentei e descrevi o meu amor .Não sigam porque é próprio. Construam, porque é necessário:

1) Falar de amor com frases dos outros é fácil, quero ver você formular seu conceito de amor.Nenhum amor é igual ao outro e apesar de muitas frases terem sentido, mais sentido tem aquele que sente e expressa-se por sí só ... Amor é pessoal, público é o conceito .


2) O amor faz chorar, faz sofrer. O que não faz sofrer é aquela paixão inexata, que amargura e passa. O amor faz sofrer porque ninguém muda sem sentir uma penalidade ainda que sutil. O ser humano só muda pq sofreu e isso desde os tempos idos. Tolice acreditar na perfeição do amor, o amor é construção diária e toda construção requer reparo e todo reparo exige trabalho e todo trabalho , muitas vezes cansa .Amor também cansa ...
Só é amor aquele que resiste ao sofrimento natural da mudança e ao cansaço óbvio dos reparos .

3) O amor não é algo que se acha e pronto. Amor é algo que você monta diariamente, entre erros e acertos, idas e vindas, liberdade e mesmo prisão.Ai você pensa ... prisão no amor? Mas e o conceito de deixar livre aquilo que se ama e se voltar blá blá blá ... Penso eu, que se você ama algo ou alguém, não quer deixar ir, quer ter e conter, ficar e cuidar ,e isso implica em não deixar solto, porém , é necessário dar liberdade para que exista uma vida entre ambos. E sobre o conceito de voltar para provar que é amor ? ai coisa se complica. Muitas vezes é amor e não volta e não volta pelas circunstâncias da vida, da vida de cada uma e nenhuma vida é idêntica a outra. Um pode continuar a sentir amor e o outro não, oras ! O ser humano é assim ... interessa-se e desfaz seus interesses, conforme suas necessidades.

 4) O amor também pode mudar de categoria ... sim, existem categorias! Quantas vezes vemos excelentes casais se transformarem em excelentes amigos e excelentes amigos se transformarem em péssimos casais? O amor muda ... vira outro sentimento ou vira outro tipo de amor. Amor não é algo pronto, volto a dizer.

Por fim, acredito que pensar em amor é uma ação diária, pouco percebida mas é.
Agora descrever o próprio conceito de amor, sem apegos aos enredos prontos, é desafio que poucos encaram hein?


domingo

A autenticidade Orquestrada , sem versos e batuques .


As pessoas não são iguais por motivos bem específicos . 
Ninguém precisa seguir o padrão de um outro alguém apenas pelo quesito aceitação.Ou você é o que você é e melhora algo se sentir necessidade (porque assim vai mudar de verdade - O que queremos é verdadeiro.O imposto é slogan ) ou você apenas faz aquilo que esperam de você.


Essa sociedade é esquisita .Um grupo deslocado no qual todos desejam ter razão.
Portanto, a meu ver , se cada qual segue rumo a uma direção , sem objetivos verdadeiros de melhoria, não há sociedade alguma .Há apenas um grupo de pessoas motivadas pelo ego. 
A crítica vem, quando você não é afável como o outro, ou do tipo que chama com voz fina e falsa de "amiga" . 
A crítica ainda vem, quando você não troca seu mundo pelo mundo do outro e por um motivo importante: viver a sua própria vida e isso não significa que você não torça pelo outro ou que se importa , significa apenas que você reconhece que cada um tem um espaço que precisa e deve ser respeitado.
A crítica vem quando você não participa do "carnaval de máscaras" que muitos chamam de amizade. Bom, eu mesma detesto esse carnaval ...prefiro orquestra sabe? porque orquestra soa em harmonia e dá ritmo a ação certa e ao momento certo.Assim, a amizade dura porque se mantém essência ! Não é como marchinha que repete versinhos sem profundidade.
Volto a repetir, as pessoas não são iguais por motivos bem específicos , do contrário esse mundo seria monótono . As pessoas não são iguais e isso que faz toda diferença !


sábado

Gentes - As pequenas e as Grandes ... Gentes !


Pessoas pequenas não tem universo.
Pessoas pequenas compartilham o UNIVERSO de pessoas grandes e ser uma pessoa grande exige responsabilidade porque exige raciocínio.
Pessoas pequenas só se apoiam nos projetos alheios: ou desejam o que você tem por pura incapacidade de criar ou tentam tomar a força o que não conquistam por simpatia.
Uma pessoa grande nem sempre é uma grande pessoa, daquelas poderosas e belas na fotografia .Nem mesmo é uma pessoa que ocupa um grande cargo ou uma pessoa que representa uma grande corporação.
Uma pessoa grande é silenciosa . Não faz pra mostrar e nem mostra pra então ter que fazer.
Uma pessoa grande apenas faz porque gosta e tudo aquilo feito por gosto tem sucesso. 
Uma pessoa grande depois que faz e gosta e gosta do que faz , começa então a amar ...
Ama porque é grande em seus pensamentos e ideais .
O amor exige um ideal simples que é o de amar por amar , sem precisar receber .
Uma boa ação nunca é altruísta de verdade e isso é fato.Provo !
Você sempre ouve alguém nas dificuldade e quando este alguém não lhe ouve, você se enfurece ou simplesmente pensa o quanto se dedicou mas não foi ouvido.Esperou ainda que inconsciente, algo em troca.
Provo de novo: as pessoas fazem doações, participam de correntes ou de manifestações esperando uma melhoria - ALGO EM TROCA.
Mas, isso não é ruim, é Humano, logo é normal. Não há que se culpar por isso.Sentir e assumir isso é função de uma pessoa grande . Oras ! Uma pessoa pequena vai sentir e remoer tudo isso, vai lançar um mega sorriso amarelo e dizer: " Que isso ... não se preocupa, não tem de quê ".
Uma pessoa grande não diz nada , mas sente na hora que precisa sentir e quando nada vem, esboça com toda verdade e educação que se decepcionou. Uma pessoa pequena continuará a fazer por mérito ou pra garantir um lugar ao céu... seja o céu que for, cada qual com o seu !
Uma pessoa grande ou não fará mais ou fará ainda assim, sabendo que não terá retorno.Fará porque é grande na alma e quem tem alma extensa tem poder e precisa gastar, criar, moldar, torcer ...
Um universo espera pessoas grandes e fica poluído de pessoas pequenas.Fica poluído porque essas são como partículas de sujeira no ar.
Mas... pessoas grandes precisam das pequenas para terem a definição de grande . O universo é pura comparação, comprovação.
Pessoas grandes que tornam o mundo melhor , mesmo com a decepção exposta. E são as pessoas grandes que muitas vezes inspiram as pequenas a mudar  ... pena que as pequenas agem como se mudassem sozinhas, como se ganhassem um premio pelo árduo esforço de "roubar" a vida alheia. Bom, cada qual com aquilo que vê e faz e cada qual com seu retorno .
Pessoas grande enxergam oportunidades de melhoria ou criam efeitos de mudança positiva. 
Pessoas pequenas esperam as oportunidades criadas pelas pessoas grandes e as invejam. Fazem plágio ! Vida falsa .
O universo tem seu peso e medida e as pessoas também .
Ter um universo é coisa pra gente de verdade.Gente grande .
Gente de mentira, gente pequena, vive suspensa e o vento leva ...
Leva hora ou outra para bem longe ...
Para um lugar muito, muito, muito, distante !!!



sexta-feira

In Competência





Criar, conseguir, conquistar , descobrir, organizar, promover, estabelecer, liderar, agrupar, unificar, determinar, reestruturar, motivar, atingir ...
São tantas ações e tantas canções pra dar impulso aos nossos dias.
Ai vem alguém e diz que precisa de competência .Mas, competência não vem de fora. Competência vem de dentro.Nasce e precisa ser cuidada . Cuida-se no cotidiano ! Cuida-se quando se pratica . Erra e aprende .Erra analisa.Erra refaz, então poda, cultiva a competência.
É interna ... competência é interna e se expande, se mostra no cotidiano .Se mostra na fala, na observação, nas ações com o outro e consigo mesmo.
Passei a ver a Competência como In - Competência . 
Competência que vem de fora compete ao outro e nem sempre pode ser usada.Muitas vezes não combina com a gente , é desconfortável , ácida ...
Competência que vem de dentro é adequada, moldada ao nosso ser e com resquícios, um pré ensaio do que temos na alma .Por isso é melhor , por isso é preciso e precisa quando praticada !
In - Competência é tudo aquilo que se pode experimentar .É palco de aprender.
Competência é termo.Jargão !




quinta-feira

Vida Boa - Fui lá te fazer !


Cada vez mais tenho certeza que vida boa é aquela vivida de verdade. Aquela que independente dos problemas te faz levantar e "moldar" o dia. Pode-se sempre escolher qual das possibilidades é a mais viável, a mais adequada e a que fará feliz. Não há escolha inconsciente. Todas as escolhas certas ou erradas foram desejadas em dado momento, ainda que de forma silenciosa ou, são frutos daquilo que você atraiu.
Posso determinar se passarei um vida apática e sem fundamento ou com fundamentos demais. Nada que gera excesso, faz bem. Excesso de fundamento deixa chato, falta deixa nulo .
Vida boa é vida artesanal . Aquela vida em que você modifica e contribui, afaga e afasta . 
Vida boa é vida cheia de "jeito" .Jeito de fazer, jeito de ser e jeito de melhorar .
Vida boa é vida vivida e não reclamada. Já que está aqui, faça valer , porque se você não fizer, não faz parte nem da própria história...nem mesmo tem história .Tem apenas enunciado e nada de texto. Tem contexto ... só contexto .

Texto curto porque fui lá moldar a vida de hoje ...


domingo

Reestruturação - Autodestruição e revolução - Me replantar, me renascer !





Muitas vezes desaparecer é bom. Se faz necessário.
Cortar os cabelos , diminuir o tamanho das unhas, recusar a maquiagem, comer menos, selecionar lugares, sons e pessoas . Tudo isso faz parte de uma limpeza interna, limpeza física, moral, abstrata.Limpeza da alma, dos poros e da vida...
Você se retrai, encolhe, fecha os olhos de maneira firme, se recusa a ver .O escuro é necessário, limpa a visão, nos mostra de verdade cada cor.
Assisti aquele filme comer, rezar e amar na hora certa, sabia? 
Por mais Best seller que pareça, conta boas verdades e de todas as pessoas.
Para mim serviu. Serviu porque mostrou o quanto é absolutamente normal deixar de sentir e se desesperar por isso. Deixei de sentir dores, amores. Simplesmente fiquei amortecida a qualquer motivo, maneira  situação.Nada me fazia crer .Nada me fazia desacreditar . 
Fiquei pura e simples.Pura consigo mesma e capaz de vivenciar as asperezas do coração, capaz de ver cada defeito da pele, comparar o sorriso da foto com o atual e perceber que mudou, compreender que havia cor e de repente ficou comum.Chato, sem graça e puramente rotineiro.
Não é bom ficar assim, mas é necessário. Sabe o que é bom ? você se desespera, grita, chora, fica inacreditavelmente insuportável .Não se suporta e não suporta os outros.Os outros lugares, as outras pessoas e a outra você.
Começa a perder coisas bonitas e ver o quanto há de feio no universo.
Começa e acaba num mesmo segundo de existência ! 
Entende que é finito, minúsculo ...
Não enxerga a capacidade porque não entende e se recusa a entender porque tá cansada de ter que entender.
Você afunda, afunda, afunda mais e quando sente a frieza da vida aprende quem é de verdade e o quanto as pessoas nos estragam e o quanto, por burrice se carrega de mágoa. Burrice pura e plena. Se é ruim, qual a necessidade de carregar ? Tonta ! largasse pelo caminho ...não largou tem peso.
Resolver as mágoas ? ahhh nunca na hora em que ela é feita.Sempre depois e sabe por que ? porque depois você tem uma explosão dentro de sí, suficiente para eliminar a fonte e sem delicadeza. Quando você explode, está mais madura e o alvo mais acessível. Crueldade? não... estratégia, regra da vida : TEMPO !
E ai...eis que um dia você conta tudo isso para quem você mais encheu o saco e pede que essa pessoa vá embora .Essa pessoa fica e te responde com um abraço. Você fica leve, renasce, volta a sentir e dessa vez tão verdadeiramente, tão real que se reestrutura em segundos, como moléculas aceleradas em qualquer vídeo da discovery... ficção? não ! Vida de verdade, harmônica, decente , gostosa...
Somos um campo... vamos ficando minados de tanta coisa ruim e precisamos nos explodir para voltar a viver, a ser. 
Admiro a destruição, assim como Shiva ... Destruímos para limpar o caminho.
A destruição revolucionária .A destruição que amo fazer daquilo que sou, para ser melhor !!!
Me replantar , me renascer ... me realizar .

quarta-feira

Carrego eu mesmo meu caldeirão ... dividir poções nem sempre funciona!


As estrelas são testemunhas do quanto tenho tentado concentrar pequenas doses do que pesa nos pequenos frascos cotidianos .
Até entendo que talvez falte um certo empenho, mas eu sou o que sou , me empenho na medida do que posso e sendo bem realista , do que desejo pro dia .
Tem dias que a gente acorda com raios de sol saindo pelos poros e com um clarão nos olhos , que chega a cegar quem passa.Outros dias a gente não quer saber e isso talvez seja bem normal . Mandam você ler, conversar, consultar especialistas, gurus ou sei lá mais o que e você não vai e não vai por um simples motivo : vivenciar as próprias dores e confusões também é fundamental , fora que tem o quesito confiança .Bom, sou autêntica a ponto de falar que não gosto de confiar minhas doses exageradas ou não, aos outros .Sou desconfiada sim e guardo minhas receitas de sucesso ou fracasso em um extenso caldeirão ...
Pesa ? pesa sim, muitas vezes você até sente a necessidade de dividir , mas quando lembra que nem toda divisão é exata, que algumas deixam restos , você desiste e desiste porque tem coisa que precisa ser exata .Geralmente o que não é exato, não é só seu , significa que tem magia dos demais e muitas vezes a mais ...
É como aquela história antiga da massa de um bolo ( tenho acreditado bem nisso) : quando muita gente mexe, põe a mão na massa , acrescenta ou muda o ritmo das misturas, o bolo desanda .
Uma receita sua , seja ela boa ou ruim é só sua e você prefere passar aos demais apenas as receitas que deram certo e não as que ficaram incrivelmente ruins .Fora que não é fácil falar dos erros .É necessário? vai, é sim, mas nem sempre é hora ...cada qual tem sua hora , lua exata , posição dos astros , ou sei lá o que , para despejar nos pequenos frascos aquilo que se tem !
Eu resolvi carregar meu caldeirão porque toda vez que tento despejar , tenho derrubado e perdido demais o que, certo ou não, é de minha autoria .
Sabe, e tem mais ...vou comprar um daqueles carrinhos elétricos , grandes , com controle remoto, de forma que eu mesma possa guiar a direção dos meus feitos.Já que existe tecnologia , eis que vou usá-la a favor das minhas façanhas ...muitas vezes estranhas.
É ...carrego eu mesmo meu caldeirão , ainda que transborde ! Acredito que seja algo épico, de herança , feitiço , encanto, maldição...até a maldição tem sua dose de sabedoria .
Carrego eu mesmo, porque dividir poções nem sempre funciona e no meu caso, não funciona mesmo !

quinta-feira

Questões, fórmulas , concentrado , e adequado



Meus últimos dias foram esquisitos...
Tive problemas .Sei, todos os seres humanos possuem problemas , mas cada qual vive o seu e entende do seu, amplifica o seu diante do tamanho da dor e anula o seu diante da resolução.Todos os seres humanos possuem problemas, eu sei ... possuem problemas piores que os meus e eu possuo problemas piores que o outro e o outro possui problemas piores que todos os nossos problemas juntos.Talvez não seja o problema o x da questão, talvez seja a questão que criamos que cria problemas .
Talvez criemos em demasia questões tolas, questões intensas ou soltas demais , sem fundamento.
Problemas vem de questões propostas , é  assim até na matemática , mas, sempre tem resposta ...assim nos foi ensinado : cálculos, divisões, subtrações, multiplicações ...em cima são colocadas fórmulas e mais fórmulas que complicam ainda mais um simples problema, ou melhor, que amplia a questão de uma forma fenomenal , a ponto de não gostarmos de resoluções !
Creio que em parte descobri o motivo de muita gente não gostar de matemática : amplia-se demais algumas questões ! Questões de respostas simples ...mesmo que seja para estimular raciocínio , amplia questões e isso cansa....desgasta.
Eu peguei os vários problemas com suas questões ampliadas e tentei resolver .Não importa se por meio de promessas, choros, raiva, estratégia, ignorância ( no sentido de não ligar ), descaso, ironia , silêncio, reflexão...não importa, eu tracei fórmulas !
Passei um momento de confronto com meus medos e como senti medo !Medo de mim diante de tudo.
Descobri então que bastava eu respirar um pouco, respirar fundo e concentrar em qualquer aspecto engraçado de um ambiente nada aconchegante .Passei uma fase, depois a outra em que fui acolhida, depois a  outra em que não senti nada, mas resolvi uma das questões e estou na fase final da fórmula , que dá um certo incômodo, como se a folha fosse ficando fina de tanto apagar ...
To ficando bem e descobri algo ainda melhor diante das tumultuadas horas : Como é bom renascer pós transtornos! Mas é bom mesmo, quando a fórmula fica entre os seus parênteses e não dos outros ...como um diálogo concentrado , adequado .
Aliás, adequado é tudo aquilo que fica entre poucos ...o que excede torna-se mera repetição e antes de ser como uma segunda versão de qualquer outra coisa, é melhor ser a primeira versão, inédita, sempre revista e ampliada , com anexos e capa premium de sí mesmo.Bela alquimista da vida ...é , essa sou eu, fazendo de sí um elemento de transformação inabalável a qualquer mudança de clima !


sábado

Hoje o que me acalma ...

Hoje o que me acalma é tão distante e tão próximo.
Tão sutil e tão clássico que poucos talvez compreendam ...
A calmaria é uma dádiva de poucos , não interessa o que você aprendeu, ao grupo ao qual pertence ou ao nível de maturidade que possui .Calmaria é como aquele dia em que o céu fica alaranjado , dia difícil de ver entre prédios cinzentos.
Ando bem, mas na mesma medida, por esses dias, descobri que tenho apenas andado...as pernas estão um pouco cansadas e a calmaria está lá , naquela linha do horizonte tão distante ...
Essa linha do horizonte não é do lado de fora, no nível do mar .O mais difícil caminho a trilhar é o interno.Como machuca , esbarrar nos próprios espinhos, nas paredes ásperas de uma história desalinhada que parece não ter fim ...
Talvez falte um pouco de paciência e entendimento...talvez falte paciência para o entendimento. Perguntas, perguntas, mais perguntas  e tantas hipóteses e se, e mas ...sei lá.
Quero tanto saber o motivo da tanta coisa e ao mesmo tempo prefiro ser um elemento que fecha os olhos e mergulha na própria fraqueza pra tentar quebrá-la como quem quebra um vitral caríssimo e emoldurado de tantos padrões e exigências.Tantas molduras para garantir a resistência, tantos e tantos e tantos !!!
Que existe caminho eu sei, só não sei se desejo trilhar ...
Talvez eu deseje apenas a simplicidade de um dia , a companhia de fato verdadeira, o sorriso menos falso, o abraço mais próximo .Talvez queira a calmaria em essência e não uma calmaria inventada pra durar momentos, minutos, segundos....
Hoje o que me acalma é raro, pelo menos hoje .
São palavras insistentes que não deixam o repouso chegar, a fome resplandecer, a atenção fixar ou mesmo a lágrima parar de rolar .
Hoje o que me acalma por 6 ou 7 minutos é uma música que coloco pra repetir , repetir, repetir até que a alma pare de gritar em histeria...6 ou 7 minutos que tento transformar em horas para então conseguir durar mais um dia , entre um pôr do sol e outro.
                                               É hoje o que me acalma ...

quinta-feira

To bem , to tudo , em tudo que quero !




O fim de ano está chegando, as luzes coloridas começam a se acender nas fachadas e todo mundo começa a sonhar com novas promessas e oportunidades, como se a vida terminasse em parte e voltasse a renascer após a queima de fogos e uma ceia exagerada. Compreendo toda essa movimentação e acho até encantador, viver um dia ansioso por um novo recomeço. O que não compreendo é a ânsia de viver que atraca em todos apenas nesse período ! Eu sempre desejei que essa ânsia, que essa vontade de plenitude fosse uma constante e não como uma fórmula que resolve apenas partes .
Para mim é um período de pausas.Pausas em quase todos os sentidos . Meu organismo rejeita as grande movimentações e correrias típicas deste período.Gosto mesmo de pensar no amanhecer sem despertador e no anoitecer sem planejamento para o dia seguinte.
Esse ano tenho mais do que tive o ano passado .Deixei coisas bem resolvidas e acredito bem modeladas, outras coisas empurrei e de fato não resolvi .Não me arrependo porque gosto de resolver aquilo que dá no tempo que possuo, sem criar um peso extra , desnecessário.
Também consegui crescer em muitos aspectos e me admiro por isso. Cresci tanto em algumas coisas que tornei-me estranha ao ser que habita em mim .Uma em outra , algo assim, meio sei lá.
Nenhum crescimento é fácil e é ai que reside toda a magnífica vantagem de viver em tamanha mutação, disposta e exposta aos fatos , sem amarras e sem molduras .
Fiz poucos amigos neste ano que logo termina ...mas poucos de tanta qualidade que hoje os considero os melhores de toda uma vida. 
Transformei uma média de 62 vidas com minha profissão de educar e digo isso com efeito de quem viu toda a transformação. Posso dizer que também fiz dessas vidas , minha vida por um tempo, e como sinto falta , já que eles passaram meio ano comigo , todos os dias !
Depois de tanto tempo, eu realmente entendi o poder de quem educa além dos livros ... amei.
Amadureci relacionamentos familiares e o meu pessoal ,grandemente , com êxitos e louros que nenhuma   certificação inventada poderia cobrir. Excedi aos padrões de excelência com meus métodos falíveis e infalíveis .
Tentei reencontrar algumas coisas , mas não deu certo e entendi que existem coisas que precisam continuar perdidas porque quando são achadas viram uma espécie de patuá de chatice e más lembranças...deixemos tais coisas no limbo e bem dispersas de toda a nossa diversão !
Na verdade , não se trata de uma retrospectiva , mas sim de uma exposição de milagres . É isso aí , eu acredito em milagres , mas nos milagres que nós, enquanto seres humanos presentes neste imenso globo azulado podemos realizar .
Posso dizer ainda, que ando dispensando papai noel, fada madrinha e cara ou coroa ...descobri a fórmula tão mágica da realização: AGIR  , e também a palavra mágica : DESEJAR.
Recomendo, e olha que nem precisa vestir gorro vermelho e andar de trenó, serve mesmo um bom chinelo de dedos e uma saia rodada num dia de sol! 
É..., to bem, to tudo em tudo que quero... 

quarta-feira

Antes de toda e qualquer humildade, fica a comemoração






Eu acredito na felicidade e ela existe nos momentos explosivos, bombásticos, cheios de emoções e sem um pingo sequer de silêncio.Não gosto de humildade excessiva .Quando o feito é grande e do bem, quando as ações são de melhoria devemos exaltar talentos e fomentar a intensidade e o brilho. É isso que faz a vida ser tão maravilhosa como é...
Eu ando tão feliz com minhas realizações, que não me prendo aos grilhões de segurança. Topei a doçura da queda e a abundância do levantar .
Desafiei a paciência em um jogo de dardos.O alvo? Cada problema em comunhão. A paciência perdeu e cedeu lugar a uma tempestade de idéias resolutivas.Eis que deu certo, dá certo.
Me permiti emocionar diante e depois da boa lembrança, da imagem e da música diferenciada. Ah sim, permiti cada coisa e tudo fora de lugar.O melhor filme é sempre visto no colo, no abraço e não em cadeiras delimitadas.
Deixei o contorcionismo dos que dançam me deslumbrar porque deixei eles mostrarem o que tinham dentro de sí .Lindo, excêntrico, crescimento .Isso tudo não existe em humildade. Coisas marcantes acontecem no barulho de passos e de palmas.Como um romance ou tragédia , precisa mesmo de emoção e não de margens alinhadas.
Margem para coisas boas ? Só a margem da loucura ...
Reafirmo:
O discurso conformista de realizar em silêncio não me agrada.Gosto do grito de paz alto, da energia de muitas risadas e principalmente do corre corre, quando o objetivo é a comemoração.
Sou aquilo que faço e busco fazer sempre o melhor. 
Comemoro os meus feitos e desprezo qualquer mansidão de censura prescrita por tolos manuais e por tolos escritores de manuais. A vida não é uma receita de bolo, não há regras .A vida é livre para quem sabe viver e saber viver é expandir-se sem cercas colocadas pelo alheio que na verdade morre...morre de vontade de vivenciar tamanha loucura ! 


                 Abstraia, distraia e descanse a alma ...

As coisas que me inspiram ...

Eu em tempos idos ...


As coisas que me inspiram não são as mais belas, nem mesmo as mais explosivas ou poderosas.As coisas que me inspiram são silenciosas, são lembranças da longa observação cotidiana.As coisas que me inspiram eu não conto, porque cabe a mim desvendá-las e repassá-las,  mantendo a integridade silenciosa do fatos e a riqueza de detalhes secretos. 
Inspiração é respirar com aquilo que se tem dentro.O lado de fora contém fatos, retalhos de uma vida, fragmentos de um espaço, trechos inacabados.
Ao se inspirar, você absorve o que há do lado de fora e absorvendo o que tem do lado de fora se cria um novo valor para a vida. Bem sei que enxergamos com o lado de dentro e completamos o senso comum do achismo com uma visão externada. 
Nem sempre atingimos o grau de razão, de racionalismo, de certeza, até mesmo porque existir é manter a dúvida constante diante das paisagens e somente a dúvida é fomento a qualquer continuidade.
As coisas que me inspiram são inusitadas, tolas para alguns e na maioria das vezes bem tolas até para mim.Bom, o fato é que elas me inspiram para tecer novas histórias, cheias de encantamento. Assim vejo o que faço, vejo do meu jeito e sei que nesse contexto existe o ver do outro.Não ignoro, mas não tomo como fundamental para viver e criar.
Pensem: se a cada opinião se recuasse ou se seguisse dentro do olhar do outro, apenas do outro, em que espaço ficaria você? Talvez no limbo do se, mas, porém, contudo, todavia, entretanto, talvez...
Não presto para viver suspensa nisso.Prefiro inspirar-me da forma mais comum que existe, que é vivendo do meu jeito e somente por isso escrever, falar e principalmente pensar.
As coisas que me inspiram são feitas de vento, de sol e de chuva. Existem estrelas no contexto, mas estas eu prefiro nem sempre comentar, tomei as estrelas somente para mim. Prepotência ? Não. Cada qual vê um pedaço de céu e ainda que seja o mesmo pedaço do outro, apenas separado pela distância, vira um céu particular, diferenciado devido ao que se tem dentro. Inspira-se com o que se tem dentro.
As coisas que me inspiram fazem de mim distante, porque aprendi ao longo dos meus dias, que para se ver bem e compreender melhor, é preciso mergulhar em outras vibrações, vibrações estas, nem sempre diagnosticadas com olhos consumistas de uma comum-cidade.
As coisas que me inspiram são minhas,ou pelo menos tornam-se, já que eu as descrevi do meu jeito .
As coisas que me inspiram nem sempre me emocionam, muitas vezes me revoltam, causam o furor .Não faz mal, inspiração também requer coragem, já que é preciso ir além de sí e tentar invadir o outro em seus atos e falas distraídas.Quer dizer, invadir olhando e analisando sem que o tal outro saiba ou sequer perceba.Inspiração possui um algo de agente secreto.
 É, são as coisas que me inspiram que fazem meu mundo girar dentro do nosso, que a meu ver, às vezes , gira muiiito devagar ...