domingo

Porque amor é doce , deguste sem moderação !




Ahh o amor !
O amor é tão citado, tão envolvido e envolvente .
Uns dizem que o amor é rosa , outros , vermelho e alguns até dizem que o amor tem todas as cores .
Gosto de pensar no amor como um sopro de vento quente , com cheiro de doce ...
De repente você está parado e eis que o vento sopra , balançando o sino da janela , remexendo seu cabelo e levando embora a papelada de compromissos.
É sim !
O amor tem esse dom de bagunçar docemente a nossa permanência , às vezes permanente demais a ponto de nos deixar como pedras , estátuas, esculturas de praça exposta .
O amor sopra e te envolve porque faz estremecer a sua seriedade.
Faz seu coração virar palco de arritimia e o verão invadir a epiderme , o frio invadir o estômago ...
Uns dizem que amor começa pelo coração, mas já ouvi até que começa pelo fígado porque é ele que manda algo para outro lugar e faz a gente se sentir com asas .
Eu gosto de pensar que amor começa nos olhos e depois que invade o cérebro , passa a acontecer pelo coração.
O fígado é pouco atraente  (na minha opinião) para o amor , embora tenha suprema importância , é fisico demais.
Amor é magia que fica ali , sobrevoando os céus e quando capta olhos de busca faz um tufão acontecer.
Penso até que a figura do cupido é adequada , mas o cupido seria não um anjo , mas o sopro .
Sim, o sopro que faz o vento do amor correr o mundo !
O amor é assim , aqui e lá , longe e perto.
Reafirmo a doçura do amor porque impossível não se alterar diante de um gosto que chega a arrepiar a pele .
Com doces muito doces é assim não é mesmo?
A gente degusta e pronto , estremecemos !
O amor concede tantos sorrisos e na mesma medida tanto silêncio de leitura .
Leitura que os amantes gostam de fazer diante da fisionomia do outro.
O amor não prende ninguém , porque se prender é porque o vento já foi embora e quem ficou, ficou diante de destroços de um templo que só seria sido mantido pela capacidade de transcencer o conceito estanque. Se o templo desabou , não houve giro suficiente para entender os ângulos concedidos pelo amor.
Se o amor voa , o amor é liberdade .
Se tentar colocar em um vidro o vento do amor , nada terá , exceto o vazio solidão e não o vazio aromático de algo existente , mas não visto a olhos céticos .
O amor não passa e vai embora .
Quando é amor ele muda e molda sem imposições.
Porque se você gira no meio de um ciclone de emoções , ainda que sutil, vê em sua volta as coisas com outro formato e justamente quando perde o foco é que vê que nada é estanque , vê que o movimento é constante e somente este movimento permite sua mudança .
O amor escancara a alma e a beleza é vista ali, diante dos olhos , num simples pousar de borboleta em flor.
A doçura do amor te deixa chato às vezes , isso é certo .
Você vira um recipiente açucarado de emoções e quando esbarra em uma alma jiló , eis que se tem um certo conflito . Mas não se preocupe ! Toda alma jiló , há de virar um manjar um dia e dos deuses !
Ninguém em absoluto , passa por este plano sem amar.
Pode pensar que não amou , mas isso é problema de percepção .
Amor, amor e amor , que este vento nos leve longe e que os olhos dispostos , adocem os olhos opostos ...
Tudo isso porque o amor é doce ,
Deguste sem moderação pelo paladar da alma !


Eu tenho um pedaço de céu ...





Todos nós temos a necessidade de um "pedaço de céu" .
Pode ser a fuga ou mesmo  recanto para reflexão.
Pode ser o momento de pausa ou o lugar em que você cantarola um canção inventada .
Não importa , todos nós temos um pedaço de céu particular .
Uns criam mentalmente um frondoso lugar.
Uma ampla fachada , uma divina morada .
Erguemos colunas de sonhos e janelas com varanda para as estrelas .
Criamos degraus com flores de jasmim ...
Um pedaço de céu é a sala de conexão maior.
Fica acima de seu sorriso e nenhum olhar pode indicar o caminho.
Pelo contrário, um pedaço de seu só pode ser visto de olhos fechados , diante do silêncio e para aqueles mais aguçados , diante de qualquer outro lugar , não importa , porque o treino facilita o acesso.
Ali dentro você segue sem medos, assumindo o que é , por isso segue amplo.
Você entrega os pensamentos a um espaço de luz que transforma os melhores desejos em estrelas brilhantes .
Você reflete no que fez e mesmo no que deixou de fazer .
Pensa que poderia ter dito , mas que bom que ficou calado .
Entende o que lhe foi exposto com o coração e não apenas por um calor da emoção.
No pedaço de céu você ora , reza, medita, emana, canta, dança , encontra e se encontra de fato.
Suas heranças cósmicas, seu Ser anterior e mesmo o seu Ser superior em um único espaço, que fica dentro de tí.
Há vazio mas ainda assim há uma enorme presença .
Geralmente é pelo vazio que conseguimos ver o todo e o tudo .
Um pedaço de céu pode ser ou não solto no ar , há quem prefira manter os pés no chão e ainda assim viajar.
Todo espaço sagrado , tem a condição de surpreender !
Ás vezes em um mesmo espaço, estou eu , também está você , passando suave em outro pátio de luz...
Tem anjo que orienta , sábio que te comunica , mão que segura a sua e leva além ...
Tem música suave, rio e riacho, flores caindo em cachos , em cima de um banco de marfim.
Não existe moda, apenas um traje singelo, longo para ser usado com os pés no chão , permitindo assim sentir todas as estações ...
Tem lua ao alcance dos dedos , tem Deusa que se esconde atrás do véu das janelas, tem vela , incenso, aromas , aqueles escolhidos por ti .
Um pedaço de céu não tem planta e nem exige renomados arquitetos ,
O criador é aquele que busca .
A iluminação vem do Deus que escolher , contido no coração.
É nesse espaço que o fragmento vira união.

quinta-feira

A história está em todos os olhos ... basta "enxergar"




Cada um de nós tem uma bagagem .
Bagagem que pesa ou bagagem que nem se sente .
Nem imaginamos a quantidade de conteúdo e jeitos de ser que existem em nós mesmos .
São as histórias tristes, felizes que nos expõem.
Trajetórias de fracassos e sucessos , de conquistas e perdas, de avanços e recuos ...
Somos o resquícío de quem foi e nos levou algo .
Somos mais quando algo bom fica e mais quando algo ruim ensina.
Somos o que somos e talvez nem sejamos mais agora.
Nos esvaziamos quando soltamos palavras , mas ficamos transparentes pelo olhar.
Ele expressa "o algo" a mais ou o que temos menos.
Expressa ainda o que precisamos ter !
Os olhos nos entregam ,
Pelos olhos um enxergar mais atento invade o pensamento , sintoniza e age.
Os olhos que no cansaço fecham, se abrem espantados por uma descoberta ou por um susto .
Um mapa que leva os que desejam para dentro da alma ,
Um repelente de intensidade que afasta quando não enxerga com clareza o motivo do outro.
Uma bússola que orienta por onde seguir quando acolhe,
Uma chama que seduz quando deseja.
Mas acima de tudo o canal que concede a verdadeira resposta .
A verdade está em todos os olhos e pode abrir um canal de comunicação mais essencial e ausente hoje em dia : o da integração.
Você se integra ao outro quando fala, mas ouve com os olhos ....
Ouvir com os olhos é ampliar a capacidade de percepção .
É captar, religar senso e consenso em uma mesma energia.
As verdadeiras histórias existem dentro do coração , mas pelos olhos que são contadas ...
Enxergue e não apenas veja !
Depois reintegre o que deixou de ser ou entenda que o outro é algo que você tambem já foi um dia , ainda que sem perceber .
Você é aquele que pode ver , mas com intensidade e treino, pode ser aquele que se comunica plenamente pelas linhas da eternidade contidas num globo ocular .


terça-feira

O design do Universo Macro , Micro , Uno



O Universo é uma canção !
O Universo é um desenho orquestrado então ,
Tem estrela que depois de morta pisca e pisca pra lembrar que há vida pós vida e que quanto mais distante , mais perto do coração.
O Universo tem cheiro de chuva em dia de sol e tem lua que insiste em permanecer durante o dia , meio escondida , quase apagada, mas ainda assim, fica !
O Universo é torto, abstrato , composto e decomposto.
É um Caos em harmonia e uma harmoniosa fantasia.
Tem buracos negros que consomem o que está a frente e aquilo que ficou para trás cria uma outra forma de vida.
Tem fogo , tem gelo , tudo em um mesmo caldeirão .
É uma estrada sem fim , supostamente representada por um mapa astral.
É intangível na essência e tangível na capacidade de criação.
É denso e suave na mesma proporção.
Tem curvas e retas , diagonais, paralelas , triângulos, círculos e ainda assim , com todos os cálculos modernos que existem , ainda é imensurável.
Tem gente , tem bicho, tem planta e tudo isso é um "isso "só .
É só mas é muito porque integra um meio ambiente ou um ambiente inteiro de vida.
O Universo é verso e narrativa inteira .
Tem sua história e as nossas histórias .
Virou livro, mas ainda assim é capa , porque contar o incontável não pertence ainda a mentes enraizadas .
O Universo foi pensado? Talvez sim ou foi só explosão , criação pelo verbo ou pedido em oração?
O Universo é o mesmo aqui dentro e lá fora.
Aqui tem pulsação , tem estação e ciclo. Lá fora também tem .
O Universo é feito inacabado , paisagem silenciosa que penetra na alma e faz os olhos serem um só!
O design é único , o construtor ?
EU SOU...

domingo

Confusões de uma mente feminina




Exclusivamente para as meninas mulheres , profissionais diárias , mães , namoradas, mulheres, amigas e outras. É existem as outras também e isso não podemos ignorar .
Todos os dias nós exercitamos os papéis fundamentais em uma vida feita de memórias e histórias .
As mulheres submissas, as mulheres que reinaram e gritavam ensandecidas : Cortem a cabeça !
As mulheres de fantasia, as mulheres de guerra, mulheres isoladas nas torres , mulheres sacras , santas , sentidas e as mulheres incendiárias de sutiãs .Mulheres que passam a vida criando confusões !
Confusões maravilhosas !
As confusões que mudam padrões estéticos e sociais, confusões que enlouquecem a nobreza, porque se prova que a plebéia conquista o princípe e que o princípe cai sim de amor por ela .
As meninas causam doces confusões e morrem por elas . Foram queimadas, isoladas, enforcadas, apedrejadas , mas ainda assim continuaram suas confusões sociais e continuaram adoráveis !
Hoje elas desenvolvem um pouco de cada um dos papéis da história .De tiranas à amantes , de amantes à vítimas e de vítimas a molecas cheias de energia.
Os longos vestidos foram cortados e hoje a gente puxa para baixo porque sobe demais .
As mangas fofas e enormes foram anuladas e a gente cobre com um casaquinho leve pra espantar o frio ou pra esconder aquele músculo que ganhamos por malhar demais ou por carregar os filhos mesmo.
Mas na mesma medida ousamos o longo decode e a caída de tecidos no ombro para arrancar olhares .
O sapato continua alto , mas ganhou cor .
A roupa intíma diminuiu , é certo. Mas ganhou charme e flor.
A meia calça ainda existe ! Pasmem ...
Ela ainda faz parte do guarda roupa atual, mas para ocasiões especiais e não mais porque precisa esconder .
Antes mostrar a canela enlouquecia de paixão , hoje mostrar "só a canela " enlouquece de raiva.
A mente feminina atravessa a história e é Senhora da confusão .
É certo que a mente feminina também se ocupa de umas confusões banais , mas isso é fator de todas as mentes contidas em um universo de comportamentos e informações .
As confusões de uma mente feminina envolvem uma herança de mistério , dor, amor e poema .
São doces e apimentadas em uma mesma taça porque em um mesmo Ser , há tantos seres .
Uma mente que gera dentro de sí outra mente , só pode ser uma mente ampla demais e toda extensão em algum ponto cria nó.
Enlouquecidas ás vezes, atiramos sapatos, gritamos, choramos e rimos escandalosamente e com classe (ou não).
Tanto faz !
Meninas e maravilhosas mulheres , continuem a trajetória de loucuras .
Continuem a bater nas portas com seus trajes de ciganas , com seus sorrisos de malícia .
Continuem a piscar os olhos pra quem passa . Sejam santas , mas em ocasiões certas , retirem o manto , guardem as asas .
Agarrem pelos braços aqueles que vocês amam e deixem impressa a intensidade mágica que sai através dos lábios .
Despertem todas de um sono padrão e dancem a valsa , o tango, o mantra.
Promovam ocasiões de alegria e acabem com momentos de tristezas .
Cortem cabeças fictícias , quando estas incomodarem , mas não acumulem desgosto .
Sejam Liliths, Marias e Vênus. Sejam camponesas, princesas e damas .Sejam rainhas , bruxas e santas , sejam crianças ou anjas sem asas.Exponham personalidades !
Continuem a escrever a história com doses de autenticidade .
Não sigam, nem sejam seguidas , apenas caminhem rumo a estrela , escorreguem pelo arco - íris , abram cada véu e retornem ao paraíso .

sábado

E a bruxa estava sem sapatos , mas ainda assim, cheia de coragem !



Era uma montanha alta , de íngreme subida. No meio do caminho existiam árvores centenárias , capazes de sustentar um mundo individual de fauna e flora , árvores com seus cipós largos e firmes , flores das mais variadas cores, cantos dos mais finos pássaros ...
Recanto de exotismo e mistérios desenhados em folhas secas caídas no chão.
O tempo escurecia na medida e as estrelas formavam o corpo do céu com suas curvas , as estrelas eram o mapa celeste estampado acima dos olhares perdidos apenas por uma reta .
A lua saltava as nuvens a cada tentativa de ser encoberta. Era a força em luz e a luz representada pela força de um astro capaz de estremecer toda a vida terrena.
Ela subia incessantemente , descalça , segurando a saia do longo vestido de tecido leve e vermelho ...
Ela subia sem medo do chão porque ia presa a um móbile de estrelas .
A cada nova paisagem que se abria diante de uma curva ,ela saltava os olhos com esperança de ter chego ao local esperado. No entanto era ainda ficção !
Não pensava em desistir , mas sentiu cansaço e resolveu se aconchegar abaixo da copa de uma árvore frondosa e acolhedora , que tinha raízes compridas e que formavam um ninho de espera e reestabelecimento. Ali ficou , olhando a dança do vento e o som do silêncio . Ali ficou , admirando a égregora que embelezava o mundo inteiro e no entanto pouco vista diante da paisagem cinzenta .
A noite passou suave , mas o tempo esfriou .
A magia em seu entorno era tanta , apesar de ainda desconhecida , que em harmonia se fez um cobertor de longas folhas. Folhas que foram levadas apenas com o poder de pensar.Pensar com vontade diante de uma necessidade é criar um milagre , porque é dada então a realização !
Ela adormeceu pesadamente e não notou olhares discretos de uma torre que ficava no alto.Adormeceu sem medo, mas com esperança de nos sonhos chegar mais rápido .Acordou com o primeiro raio de sol e em seu despertar suave espreguiçou-se .
Saudou o astro que lhe concedia luz .
Lembrou da missão , lembrou da necessidade de continuar a caminhar.
Seguiu com os pés no chão novamente , mas ainda com a cabeça na lua, na torre do mágico artesão .
Recolheu do pé uma amora para matar a necessidade física , porque o alimento da alma existia em seu coração.
Caminhou , correu, dançou entre flores e riachos .
Ouviu um ruído fino, tão fino , que aguçou sua curiosidade .Ela escalou com dificuldade uma parede de pedras .Lá estava o castelo do mágico artesão !
Silenciosamente desceu pelo outro lado do muro e ficou frente a frente com a gigantesca porta de madeira rústica, de fechaduras douradas e brilhantes .
Ao lado da porta, trepadeiras  e um sino antigo e pequeno.
Ela bateu com ansiedade e sentiu o chão estremecer .
Abriu-se uma fenda atrás de onde estava e ela já não podia voltar .
O passo a dar era para frente , envolto em um clima de mistério , com dose de insensatez , pitadas de aventura , mas com todo o aroma de um retorno ao lar...
A porta se abriu e com ela, a oportunidade de ir além .
Ela olhou para o chão e viu o intercalar , viu a dualidade e viu ainda que tudo aquilo que sempre sentiu , já se explanava como verdade .
Segurou seu longo vestido e fechou os olhos . Deu o primeiro passo, concedeu o segundo e corajosamente o terceiro .
Era agora um outro Universo que somente com a mudança da lua , poderá ser relatado ...
A bruxa ? Perceba bem : ela estava sem sapatos , nem mesmo sabia que era ela e ainda assim tinha uma enorme coragem !





sexta-feira

À flor da pele ...



É uma flor rara, vive escondida entre os veús da alma , misturada ao mundo visível entre cores e formas, sons e silêncio.
Flor tão rara que não é regada pela água , não depende do vento , da estação .
Flor de cor indefinida , talvez não tenha cor ou tenha em sí, todas elas de uma maneira tão incandescente que não anula nenhuma, pelo contrário , destaca -as.
Essa flor não tem caule, nem folha.
Não tem vaso que a comporte , cantoneira que a inclua , jardineiro que cultive...
Trata-se de uma flor pessoal e impessoal ao mesmo tempo.
Uma flor assimétrica , abstrata, densa, flutuante !
Flor que emana e reflete , flor que atrai e afasta.
Essa flor fica internamente solta, viajando de dentro pra fora e contornando a aura . Cada passar de pétala gera uma energia, transforma , transmuta.
Essa flor não tem tamanho, nem peso ou medida. É totalmente imensurável, intangível.
Não há como retratá-la, apenas esboçar uma idéia ... Talvez vaga .
Somos um solo de emoções .Solo porque ainda habitamos um plano "original" demais . 
O plano real é anti - originalidade !
É loucura fora do molde e é nele que a flor mantém raiz .
A impressão de que ele é externo a nós?
Errônea !
Contido e Incontido em um mesmo ser, com a mesma equação sem resposta .
A raiz e a flor num mesmo lugar, porém, em dimensões diferentes ,dentro da mesma camada de energia.
Somos então templo com sombra de árvore e jardim secreto.
Acredito até que somos a própria flor e vivemos sempre à flor da pele .
Expostos e ocultos , cada qual com seus mistérios.


terça-feira

A sua experiência conta e muito !



Gosto de observar coisas e pessoas .
É certo que tem pessoa que se confunde com coisa e coisa que tem tamanha expressão que parece adquirir vida.
Vida não é só aquilo que "ganhamos" ao nascer. Vida é uma mistura de idéias , um turbilhão de acontecimentos . Mas, ainda assim não é só isso .
Vida é um pouco mais densa do que se sente , é mais do que pensamos sentir e ouso até dizer que é muito mais do que você pensa ter .
As pessoas gostam de enfatizar experiências e colocam isso como vida. Gostam de falar e expandir tudo aquilo que já fizeram e principalmente o que desejam fazer. As mesmas pessoas que gostam de falar, em grande maioria não possuem o hábito de ouvir. Criam um sistema "epilético" de oratória , daqueles que não deixa o ar entrar , a cortina se abrir.Chega uma hora que o próprio ar que se respira se torna contaminado, sufocante, viciado no próprio ego.
Experiências são importantes na vida de todos e isso inclui valorizar e ouvir os demais , pois ouvir também é um tipo de experiência , acreditem ou não.
Aliás, experiência vem de experimentar que significa permitir-se a algo , se envolver em algo, vivenciar algo.
O momento em que você escuta o outro e valoriza o que o outro traz consigo é uma das experiências mais importantes e transcendentais que existem. Mas o ouvir aqui citado não é o ouvir por ouvir, mas ouvir atento, com vontade de aprender , reconhecendo que o que você viveu , nunca viveu sozinho e que ainda é muito pequeno perto da vivência do outro e do outro e do outro ...
Uma experiência só é válida quando reúne , agrupa, engloba e humaniza.
Se a experiência só elitizou uma postura ou se só selecionou um título é um acontecimento isolado e nada mais.
Se algum dia ouviu que sua experiência é pouca, que é limitada, saibas que limitação vem de dentro e só entra na vida dos que permitem. O fato de você ter estado aqui ou lá , mais ou menos vezes não molda sua essência real, pode camuflar , mas em um momento de extremo , eis que lá está você de novo , você em você , no formato original e feito das mínimas e primeiras experiências .Você é resultado delas .Você é feito hoje , de suas primeiras experiências. As demais, mesmo que mais amplas possuem como base as primeiras.Sempre as primeiras, como pedra fundamental !
Grandes experiências não são as que concedem grandes proclamas, mas sim as que garantem  a capacidade de entender que é mais importante experimentar uma certa dose de autenticidade , ainda que implícita, do que uma explosão em desordem ...

domingo

E o que você é por dentro ?

Salvador Dali


Todo dia você acorda pontualmente (ou não) se arruma e sai para a jornada terrestre diária , coordenada pela agenda (ou não) . Você atravessa ruas de olho nos sinais e nas cores (ou não), passa diante de espelhos e vidros e tenta "se ver" pra ter certeza de que está tudo certo, em ordem no padrão, equilibrado , composto e combinando. Observa o celular para não perder nenhuma ligação importante , carrega papéis de projetos , esboços, material de estudo num contínuo leva e traz diário . Esbarra nos demais com a pressa ou pelo desligamento .
O dia passa e você mobiliza idéias para uma ação necessária , pedida, parte de sua função (ou não) .Elabora, refaz, esquece (porque embora digam que não , o ser humano também foi dotado da capacidade de esquecer) padroniza , conclui, recomenda , anota (ou não).
O dia passa e o sol cede lugar às estrelas .Você refaz o percurso de volta com a mesma pressa que fez o da ida , porém com necessidades diferentes. Ao chegar em casa você lê os recados, arruma, organiza, antecipa, liga, desliga e finalmente dorme .
O dia seguinte recomeça e com ele a eterna jornada terrestre ...
Viver é encantadoramente bom !
Mas diante disso tudo o que você é?
Pessoa que pensa e age pelo que aprende ou pessoa que aprende porque age ?
Você é pessoa para o estranho , indivíduo para a estatística e reza a lenda que também é cidadão (essa parte eu ainda duvido um pouco quando analiso o que é cidadania _DE FATO_)
Você é gente ?  Animal racional para a ciência.
Você é feito do que ?
De carne e osso, de vasos , músculos, nervos ...
Você já está pronto?
A sua parte "invisível' existe?
O que te anima ? O que te faz andar, falar, comer, dormir, sorrir...
O que você tem dentro ? O que você tem fora?
Você é sempre o mesmo ?
Todas estas perguntas de certa forma nos incomodam se levadas a fundo.
E por que ? Porque remetem a uma consciência um pouco maior do que estamos acostumados a usar.
Se alguém diz amarelo , todos em grande maioria optam por amarelo , optam porque alguém disse que é moda.
Mas... o que é moda ?
Cada opção, cada papel desempenhado na sociedade tem atrás de sí um motivo implícito .
É bom ser como a maioria?
É bom se tornar o estranho se ficar com os que discordam do padrão?
Tudo que é novo e estranho incomoda , mas o que é padrão já foi velho .
Moda é retomar conceitos de antiguidade e o ser humano com sua capacidade de esquecimento, acredita cegamente que vivencia o que há de mais moderno. 
Você então é moda, medo ?
Você então sempre está lá ou nunca está.
Ás vezes está fisicamente , mas mentalmente não.
O que é preciso compreender , é que o estado de SER é totalmente mutante, desconexo,surrealista e abstrato! Mas verdadeiro.Oculto apenas pelo enigma da alma.
Algumas pessoas lutam com o que são de fato .Abrandam o que realmente são por causa de um termo chamado tolerância e adaptação.
Mas na verdade o que é a tolerância?
Para mim é mais como uma Toler - ÂNSIA.
Contemos o que somos como amostras grátis.
Doamos em raros momentos quando um "lançamento" permite .
Somos tudo que é fora , mas o que somos dentro?
O que você é por dentro?
Você indaga suas escolhas?
O conflito é algo extremamente saudável porque permite descoberta.
O grande problema que eu chamo de solução , é que após o verdadeiro entendimento do que se é do que se faz aqui DE FATO , não se volta mais ao estado robótico de antes.
Você conduz sua jornada terrestre , mas amarrada na lua .
Você olha mais para dentro e isso sem dúvida permite ver o UNIVERSO inteiro ...

sábado

O sapato da bruxa



A bruxa tinha mania de andar de salto alto .
O salto alto fazia um tremendo barulho quando batia no chão. Formava com suas batidas uma constante canção !
Todos sabiam que ela chegava com a vassoura na bolsa , o caldeirão na memória e o feitiço no tempo .
O sapato da bruxa era estranho porque acomodava os pés que sem qualquer tipo de encanto, colocavam-na no ar .Era a mágica de voar e transcender sem sequer sair do solo.
Ela saltava buracos , desviava de tropeções e derrapagens.
O sapato da bruxa era macio e nem mesmo em dias longos, cansavam suas pernas.
As mesmas pernas que a fazia correr diante do vento, da hora e da molecagem.
O sapato da bruxa era sempre o mais comentado, porque brilhava de longe a outros olhos encantados !
O sapato da bruxa era feito pelas mãos de um sapateiro que tinha os olhos de lua , um chapéu de feiticeiro e uma agulha de prata .Ele costurava concentrado a linha que prendia a sola .A sola era macia porque era feita com pedaços de nuvens .O salto colado com energia de mãos arquitetas , feitos como colunas firmes e douradas para equilibrar o templo mais sagrado que existe , porém pouco reconhecido.
O cadarço que amarra o sapato da bruxa é feito de linhas de eternidade colhidas no espaço estrelado de uma noite enluarada. Eis porque o sapato da bruxa é inédito . Não se acha nas lojas , nem mesmo pode ser feito pelas máquinas da globalização.
O sapato da bruxa mesmo quando não usado, porque a bruxa também gosta de sentir a terra nos pés , fica na janela para recompor sua carga de energia, assim como cristal necessita de sol e sal grosso.
O sapato da bruxa chama a atenção porque é verde.
Verde porque precisa ser diferente e verde porque ela quis um jardim aos pés .As flores são feitas pelos tons das meias que ela coloca antes de sair.
O sapato da bruxa é realmente encantado e só pode ser usado por ela que descobriu em sí , no meio de dia urbanos e rotinas comuns , a mágica de encantar os dias , absolutamente todos os dias !


A Mente- Capta



A mente -capta é uma personagem quase sempre sinistra, mas ela também é divina e adocicada capacidade . Quando quer !
A mente-capta reside no templo humano, emaranhada, cinzenta ou vive invisível no denso espaço do cinzento emaranhado .
A mente -capta enlouquece , abranda, motiva, desmotiva, ignora, produz, emite, imita, suporta. Quando quer!
A mente -capta se desliga ou se expande conforme dimensão do problema.Ela é o problema, a causa, o efeito, mas também é solução.Quando quer !
A mente -capta tem uma autonomia estranha, quase mágica, mas também se deixa dominar . Se quiser e quando quer !
A mente-capta o som, a voz, o cheiro , a imagem , a paisagem .Sempre ! mas só evidencia quando quer ou quando algo a faz abrir as portas da recordação.
A mente- capta é funda , infinita , rasa e superficial.É tudo ao mesmo tempo , é nada no tempo, porque também se apaga se não exercitar .
Imponente, objeto de adoração de alguns, fonte de mistério e inspiração de outros, foco de estudo técnico, elo de conexão universal .
A mente - capta promove viagens e chegadas , rompre barreiras de tempo e lugar. Rompe barreiras de dimensões e guarda o histórico sagrado de um passado celeste .
A mente- capta aguça ao fazer, cria mirabolantes relações e quebra relações cansativas. Sempre que quer.A mente-capta está por trás dos grandes feitos e dos pequenos também.Ela manipula o bem e o mal. Depende de quem quer !
A mente-capta é a louca e a própria loucura, mas não há nada que seja normal em espaços de criação.
Normalidade é requisito padrão de um único ângulo , focado na pausa.
Embora a mente-capta compreenda que a pausa também é comando universal , ela compreende a intensifica ainda mais o movimento invisível de um fazer solitário .Um movimento invisível de um mundo paralelo, não tão distante, apenas velado que não se descreve em verso.
A sanidade não pertence ao mundo da mente que capta intensidade além do exposto .A própria sanidade enlouquece porque iguala . A mente que capta é a mente criativa , enlaçada com os ritmos e vibrações e cada mente-capta ou mente-capto que mente sua loucura , já se tornou o próprio louco ou louca presos na malha da In - sanidade .
A mente -capta está em tí , em mim e no outro .Ela te forma e te destrói . Ela é você , você é ela  e todos somos, ainda que alguns neguem os extremos e puros mentecaptos que somos enrustidos por um "padrão social".

quinta-feira

Rascunho de mim ...




Hoje eu to cansada , ontem também estava, essa semana inteira permaneceu assim...
Deve ser o vento que muda ou o frio da estação .
Deve ser a quantidade de informação ,
As senhas e toda a conexão.
As vozes que pedem ou as vozes que calam , não sei.
O livro pra ler , o livro pra esquecer .
A saudade grande ,
Ou a presença infinita .
Talvez seja apenas frescura ou coisa de menina que finge ser forte
Ou é forte e finge ser menina .
Pode ser ainda o tipo de formatação...
Padrão .
Pode ser a moldura que não combina
Ou a moldura que falta.
Pode ser o planeta que se alinha
Ou a lua dourada.
Pode ser o telefone que toca
Ou o telefone esquecido.
Na verdade é algo simples ,
Algo que todos somos de vez em quando
Ou todas as vezes e sempre,
E mesmo algo que às vezes é preciso ser ,pra poder simplesmente transcender , expandir, colorir a alma
Talvez eu esteja agindo no modo rascunho rápido.
Impressa como marca d´agua.
Um escrito em bases recicladas ,
em tom ecológico .
Simplesmente ,
Rascunho de mim...


domingo

Diante de tantos sinais ...


Um tropeção dado na pedra nos deixa atentos ao tipo de chão que pisamos.Se o tropeção for daqueles fortes chega a arrepiar a pele . Somos radares ambulantes , mas atualmente desligados . Nossos sensores ficam girando em todas as direções e sofrem interferências que geram cortinas de fumaça diante do que realmente é preciso perceber.
Um ruído na comunicação modifica a mensagem e isto aprendemos incessantemente na escola , porém na prática, nós mesmos levantamos enormes cortinas diante do que precisa ser real, diante do que precisa ser aplicado, feito, observado, modificado...
Como cápsulas de medo rolamos pelas curvas da vida .Devastamos um jardim , derrubamos uma árvore, desprezamos o poema .Não nos permitimos ir além do tradicional porque o diferente nos remete ao que somos e o que somos ignoramos ser !
São tantos sinais , tantas mudanças e tantos sons .Tudo indicando o núcleo , a absoluta e incomparável beleza de um proceder mais brando, para uma vida mais amável. Ignoramos e passamos de olhos fechados.Lá na frente , só o tropeção nos traz de volta e ai, quando geralmente um portal já se fechou, lembramos do sinal ...
Lembramos que tivemos sim, um momento de acordar e continuamos como sonâmbulos a peregrinar pela paisagem cinzenta e artificial , a pisar nas flores e a espantar borboletas.
Na esquina surge a voz dourada da experiência e te diz com uma intensidade velada o que vale a pena ser vivido e ali naquele momento a alma estremece .Você acessou uma "Gema" preciosa e se apegou a parede apenas ...
Um sinal mais forte lhe é dado,  surge do nada como visão , está ali, estava ali o tempo todo .
A paisagem não bastou , o sinal lhe foi decodificado pela palavra terrestre .
Você ? você apenas achou linda a história que lhe foi contada . Seguiu adiante mas notou sutilmente que é possível a mudança, percebeu que cada palavra dita foi a lição do dia porque você precisou reaprender ...
As crianças sabem disso, sabem que para se ter um paraíso é preciso brincar .Elas percebem um casulo, uma minhoca na terra apesar da cor ser praticamente igual entre uma e outra. Crianças sabem que a vida é um jardim secreto de grandes portões e diversas colunas emaranhadas em trepadeiras com flores e frutos .O que importa mesmo é que elas sabem que cada sinal leva a proximidade de entrada e por isso já podem correr em meio aos canteiros sem medo .Descobriram logo que nasceram , pelo sopro divino que lhes animou que vida é para ser intensamente  e em detalhes,vivida...
Nossa necessidade de exaltar o ego cria uma sombra diante do portão e nós recuamos pelo medo de quebrar paradigmas .O portal do paraíso parece sombrio pela nossa própria sombra .
Imagine ver a terra cobrir anos de "referências bibliográficas"?
Pensamos que se isso ocorrer, o tempo foi perdido.
Mas ora ! O tempo sequer foi achado ...
O tempo é algo inatingível .É apenas, supostamente controlado .
Você é o guardião de seu próprio paraíso , carrega a luz pelas mãos e ainda assim não enxerga uma dimensão além desta .Claro que isso acontece pela recusa do VER .
Os sinais , eles sim indicam como está o circuito de sua aventura.
Eles se expandem quando você toma um rumo muito incerto e começam a decodifcar a linguagem da sua própria alma , como se você fosse cortado em meio a uma cirurgia e tivesse orgãos expostos. Isso dói e poderia ser evitado se a linguagem que você tem internamente fosse sempre escutada , apesar dos ruídos ...
Essa linguagem chama-se intuição e diante de tantos sinais chega a ser inacreditável que ela tenha que ser posta pra fora , se pode acontecer melhor ai , do lado de dentro, no centro do coração, coroada pela auréola de luz...

sábado

Não leia o livro, leia a alma de quem o fez...





Estamos mais e menos diante de uma sincronicidade gigantesca entre universos.
Abrimos o livro e lá está a definição . Após leitura ela torna-se a lei , o termo de expressão diante de tudo.A palavra sagrada, a palavra chave , a palavra que define.
Mas...
Uma definição é apenas a visão de um diante do todo .
Será mesmo a correta?
Pessoas não entendem os livros . Definitivamente não entendem nada do que lêem em absoluto.
O que existe é a repetição dos termos e a aplicação da mesma experiência.
O "feedback" , retorno (gosto mais) nunca é igual ao que a receita pronta te contou.
E você ? O que faz nessa hora?
Desespera-se por não entender !
Não pode ser igual e nem nunca será . Se fosse igual seria finito, acabado . Ninguém é finito, nem está pronto !Se estivesse pronto morria e fim. Esse definitivamente não é o final de todas as histórias . Quem diz estar pronto , que sabe muito de todas as experiências já morreu em vida e nem notou. Fechou seu livro sem observar sequer as gravuras feitas pelas mãos do desenhista universal.
Uma pessoa que se prende ao "checklist" prende a sua capacidade de ampliação.
O que está listado nem sempre é o que permanece e o que permanece nem sempre está visível ,  listado. Implícito é maioria .Fato.
Entrar no movimento da diferença , da característica momentânea é coisa de pessoa que navega na sincronia.Essa pessoa não repete meras palavras , observa os comportamentos , mas não estabelece padrões.
Padrões são para máquinas. Pessoas trabalham com vida e vida pressupõe estado de espírito, pulsação, mudança, expressão e se tudo isso for determinado como correto apenas se houver igualdade , prefiro ficar na espécie alienígena . Alguns dizem que eles são verdes e gigantescos , outros optam pelo tom prateado. Perfeito ! Essa opção de cores  de quem vê é a mesma capacidade interna de admirar a diferença e ver sabedoria em cada uma delas.
O livro é apenas a expressão de alguém diante do mundo, Ele te conta algo , mas não pede para que você siga todo o escrito como regra.
Se o foco fossem regras não existiriam livros . Imagine !
Livros iguais e de um mesmo tema.Seria extremamente chato .
Um livro remete a conexão de alguém com o invisível e nós com essa mania de padronizar termos, remetemos toda a beleza feita por uma alma a um slide em telão.Pronto.
Importante mesmo é vivenciar as coisas como são e adaptá-las sem anular a essência.
Quando você entende e respeita a essência do outro, respeita a sua também porque o elo que nos liga não se quebra pela armadura epiderme que temos .
Leia cada livro que encontrar, mas não se apegue apenas em palavras. Não memorize os conceitos, entenda-os, relacione a essência do que foi dito pelo que ainda não foi dito mas existe .Compare com suas horas diárias , com aquilo que você passa em rotina .
E principalmente , não repita .
Fale da percepção que teve e mude , mude após a leitura .
Mude não no sentido de se tornar o autor , de realizar as mesmas tarefas no modo receita pronta. Mude pelo simples fato de ter lido uma alma inspirada. Mude porque percebeu relações e isso faz o universo continuar se movimentando.
Fique tonto , embriagado pela beleza de um poema , mas não o repita.
Faça os seus , do jeito que for .
Um livro é a porta de outra dimensão, de uma das dimensões. É o mapa implícito .
Cada um que escreve, acrescenta uma parte rumo a integração.
Agora, se tudo isso que foi dito lhe pareceu anormal , eu fico imensamente feliz .
Jamais quero repetir palavras , jamais quero levá-lo ao padrão da normalidade.
Bom mesmo é estremecer a alma e causar confusão .
Agora se o que leu lhe pareceu fora demais do conceito, é melhor você se re-ler antes de tentar ler o outro , de tentar ler e o mundo. Se a necessidade fosse repetição, seríamos todos absolutamente (até mesmo no físico) iguais .Ser unidade é uma coisa, ser Uno é outra completamente diferente .Ser uno afinal , é ser o ABSOLUTO modificado .Contido na página de um mesmo livro .

domingo

Heroína ou Vilã , anjo ou demônio - Somos Seres Duais !


Todos temos lados diferentes e os lados diferentes é que compõem nossa forma de interagir e agir .
Cada lado tem sua característica e vem à tona com certa provocação.
A vida é provocação, eu disse isso em postagem anterior.
O que é um herói? Uma heroína ?
Atualmente remetem estes termos aos personagens fictícios que "por possuirem ampla capacidade mental" participam de reallitys shows. Que ironia.
A sociedade inverteu valores , mas a essência do termo herói , sabemos bem que não é a apresentada.
Tivemos pessoas citadas em atos heróicos pela história .Bom, também penso que depende do contexto. Será mesmo que os atos passados foram justos ? Que interesses nortearam?
Não podemos ignorar tudo isso diante da facilidade de acessar saberes hoje em dia.
Histórias em quadrinhos também exploram o conceito de heroísmo . Aquele que salva a mocinha do bandido, a humanidade do meteoro.
Mas, penso eu, um herói é feito pelo momento.
Um bombeiro que salva vidas é herói o tempo todo.
Aquela pessoa que acorda quando o ponteiro chega em 04 da manhã e segue a pé para dar aula em uma comunidade distante, também faz um ato heróico.
Engraçado...
Ninguém os cita ! Exceto em datas comemorativas e com um "Q" de responsabilidade social.
Até onde sei, responsabilidade não é feita de um dia ...
Talvez todos estejam ocupados em demasia com atos heróicos apresentados pelas novelas ou então conectados ao que o casal fez na piscina e diante da câmera. Bom, gosto é gosto .Já entendimento e amplitude ....
Contextualizando conceitos , se você faz algo por todos e que todos esperam : Eis o herói .Herói também é agradar aos demais .
Mas  ... você se sente agraciado ? você gosta do que faz e por que faz? O que isso te faz sentir ? O que te mostra ou te faz reconhecer?
Perguntas essenciais para seres dotados de capacidade analítica.
Quem não analisa a si mesmo perde a sensação mais intensa que existe de autodescoberta e revelação .Expõe um outro lado do Ser que antes pensava ser feito de um jeito só.
Agora , se você não faz o esperado para o grupo, se resolve seguir sua meta, intuição, pode ser colocado como individualista e ai entramos no conceito de vilão .
O vilão também reside em nós .Só nosso lado vilão tem certa perspicácia de explorar o lado mais escuro da passagem .O vilão abre as portas "supostamente" proibidas . As próprias portas internas e com sua voz ecoando nos mostra uma realidade que tentamos ignorar porque aceitar defeitos dói . Mas, não há dor que não suavize novas passagens .Isso é calejar o espírito .
Outro aspecto que delineia o lado vilão é aquele de seduzir almas.
A mulher que assume um olhar tirano às vezes encanta os que a rodeiam .Uma Lilith reside em todas , queiram ou não .
Oculto mesmo é a ignorância de remeter tudo a maldade .
Opostos e dualidade .Assim é o Universo.
Da tirania sedutora que aproxima ao aspecto angelical e materno que põe redoma.
O amigo que ouve , a mão que ajuda . Eis que surgem anjos, anjas de asas douradas .
Não esquecendo dos anjos que residem também o outro lado e são eles em absoluto que aguçam , sopram o vento se necessário usar certa ousadia.
A maioria apresenta medo da palavra demônio , mas , ela apenas conceitua a meu ver , uma metade nossa ignorada. A metade existe assim como a sombra. Sol e lua, sístole e diástole, Mânvântâra e Prâlâya , Contração e expansão , frio e calor.
Todos nós assumimos estes conceitos na prática diária e nem notamos .Uns por medo de se reconhecer, outros por pura ignorância .
Simbolismo e analogia tudo isso lhe dá moldura .
A ação você faz conforme a música toca .Dança um tango , recita um poema de amor, seduz e afasta, escuta ou ignora, enxerga ou fecha os olhos ...
O importante é sentir cada estado e saber equilibrá-los !
Coloque suas asas , esconda a capa na mala , a auréola no bolso ,  procure usar um tridente que encolha ( a tecnologia já permite isso - faz até copo que encolhe - risos) para guardar dentro da bota ou no bolso interno do terno e saia na jornada universal atento para colocar-se em ação . Sem medo, mas com toda divindade contida em você...
Somos o dado do tabuleiro ou as peças ?
Vale a pena refletir .

sábado

Faça um milagre hoje e amanhã e depois ... Se acenda e não acredite em mim !



Sempre fizeram a gente acreditar que há distância entre o sonho e a realização.
Da mesma forma, insistem em nos dizer que as coisas são difíceis, que só são conseguidas cortando caminhos ou por indicação de alguém.
Promovem ainda o senso de que o sucesso é algo que caracteriza o que somos e que só por ele somos melhores.
Fizeram , fazem e persistem nas maneiras de podar pessoas em seus atributos, em suas histórias e saberes .
A vida é o cenário cotidiano de acontecimentos e de mudanças bruscas, de descobertas e retornos, mas de tudo que a vida é, gosto mais de dizer que ela é condição dada para que cada um de nós promova um milagre .
Não são Deuses em escultura, nem mesmo quadros e símbolos que concedem a realização de algo . Tudo isso é analogia , forma de demonstrar que algo existe. São pistas e meras representações .
A eternidade tem seu símbolo e tem sua essência , mas tatuar um símbolo no corpo apenas mostra que ela existe e se existe , por que não " entendê-la", explorá-la ?
Este é apenas um dos inúmeros exemplos .
Você se eterniza naquilo que deixa escrito , naquilo que faz de bom .
Entre o sonho e a realização há um mínimo espaço . Ambos se mantém no mesmo templo .O que precisa é movimento , mistura certa em doses certas e tempo certo. Depende ainda do atributo "Ousadia".
Realizar um sonho exige por em práticas as idéias engavetadas sem medo do que dizem .
Um sonho é seu e pode ser um guia, se realizado , para outros .
Essa ousadia dá calafrios , mas quando bem norteada sem maldade , traz consigo uma expansão tão grande , uma redescoberta tão devastadora que anula qualquer medo bobo que se tem . De um estar , se atinge o Ser.
Coisas difíceis estão ai para serem desvendadas , para encantar aqueles que "ousam" enfrentá-las .Isso não é ser louco, nem mesmo do contra .Enfrentar desafios é obrigação!
A facilidade acomoda e o comodismo atrofia a capacidade mais bela que temos que é pensar , imaginar , criar .
Do abstrato ao concreto e do concreto ao abstrato .Essa sinergia é fundamental para que a obra aconteça.
Sucesso ? 
Ele não é ruim , massageia um pouco o ego e isso também se faz necessário.Desde que o ego não cegue e não conduza a uma intrépida odisséia de insuportabilidade .
De tudo, o sucesso não deve ser pensado.Ele é consequência .
Você pensa, ousa, cria, pratica e realiza um milagre .Pronto ! 
Essa capacidade cada vez mais se amplia nos que entendem que etapas existem , mas que não representam demora .O tempo serve para amadurecer as coisas .
Ser melhor não é o objetivo .O objetivo é realizar cada vez mais coisas boas e das melhores formas .
Nós somos o que criamos , mas não somos melhores em nada .
Nós não SOMOS pelo sucesso, somos pelo que deixamos de harmonioso no Universo .
A poda dá forças para as novas folhas , mas as árvores constantemente podadas não se expandem de forma natural , não seguem a natureza evolutiva de atingir com seus galhos outros ares .Nem mesmo cosneguem dar sombras .
Bom, existem árvore em locais errados .Mudar a árvore pode mudar a história de alguns ...
Quando pessoas mudam de local, de função, de idéias elas mudam sua condição para uma condição maior .Elas ousam !
Um poder de atração imenso caminha conosco . Podemos filtrar o que deixar em nós e podemos escolher o sonho que queremos realizar .
Desta primeira atitude , surgem outras e a principal é a de não acreditar apenas no que te falam , mas acima de tudo no que se tem dentro.
Você não precisa acreditar no que eu digo e eu nem quero que faça isso.
Aqui eu conto meu ensaio, minha obra e minha experiência que concede minhas realizações .Talvez isso seja apenas um "símbolo" como tantos outros que existem.
Não há receita pronta .
Não acredite em mim e se acreditar , acredite apenas em 1%.
Acredite 99% na sua intuição e nas idéias em ebulição que ficam saltitando pela sua alma .
Se somos Deuses o que você está esperando para criar algo ?
Luz? Essa você já tem , se acenda !